DIY Home / kitchen roll holder

Quem tem cozinhas pequenas sabe bem o quão importante é ter o máximo de superfícies horizontais livres possível. É este o meu caso. Entre torradeira, bimby, tostadeira, uma micro-televisão (que só é micro no tamanho do ecrã, porque é uma televisão antiquíssima, quadradona, daquelas que já ninguém tem) e recipientes vários com massas, utensílios, temperos e afins, não sobra espaço para rigorosamente nada. E foi por isso que no dia em que o suporte que tinha para o papel de cozinha se partiu decidi que tinha de arranjar uma solução que não implicasse ocupar ainda mais espaço.

show-me-pretty-diy-rolo-cozinha-cabide

Experimentei várias coisas até chegar à solução final e hoje partilho-a convosco. Porque toda a gente tem em casa “cabides de lavandaria” (como lhes chamo) e eles são péssimos para pendurar a maioria das nossas peças de roupa, por que não dar-lhes outra utilidade? Ficam giros mesmo sem serem pintados. Optei por usar tinta preta porque tinha mais a ver com a minha cozinha e também porque achei que assim os valorizava um bocadinho mais, sobretudo pelo acabamento mate, o meu preferido na maioria das situações.  Simples e prático :)

show-me-pretty-diy-rolo-cozinha-1

 

Those who have small kitchens know how important it is to properly manage the space available.
I am one of those people. And i’m always struggling to clear the counters but even though I just have a few appliances I always looking for that extra inch of counter space.
That’s why when I broke my kitchen roll holder I decided that I had to find some sort of vertical solution for it. And after trying several things, I came up with this solution with a wire handler. Simple and practical, as I like :)

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

Diy Home / drawer pulls

Há já algum tempo que precisava de comprar um móvel pequeno para arrumar uma série de coisas que nunca tiveram propriamente um lugar certo para estar, e que fazem maioritariamente parte do universo “lavandaria e engomadoria” (universo esse com que sempre tive uma espécie de relação amor-ódio porque gosto muito de ter tudo limpo e engomado, mas é o género de coisa em que tenho muita dificuldade em organizar-me).
Finalmente, há uns dias atrás, encontrei um que conjuga na perfeição os meus requisitos mínimos (leia-se simples, pequeno e barato). Mas como eu acho que mesmo um móvel que vai ficar meio escondido e que vai servir para arrumar cabides, molas e outras coisas que tais pode ser divertido, decidi dar-lhe um toque pessoal (igualmente simples, pequeno e barato). Tão simples quanto forrar os puxadores com washi tape.

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape1

Vantagem da washi tape (ou porque optei, por exemplo, por não pintar os puxadores) : simples e rápido de aplicar; simples e rápido de retirar, se me fartar.

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape

 

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape2

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape3

 

(O móvel é o modelo RAST, da Ikea).

 

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

My DIY home office wall

E ao décimo dia deste 2014, vamos ao primeiro DIY do ano: a parede do meu pequeno escritório caseiro (leia-se canto da sala à janela).
Se quiser ser rigorosa ele foi, antes, o último do ano que terminou, mas entre festas e férias acabou por só ser finalizado há dias. Quem me acompanha pelo Instagram teve oportunidade de ver um pequeno preview que já revela bastante do que optei por fazer, mas hoje – para além do tutorial, claro! – trago-vos as imagens do todo.

show-me-pretty-home-office-wall-9Como é apanágio por estas bandas, é um projecto bastante simples, económico e fácil de fazer (a parte chata é esperar que a tinta seque, sobretudo quando se opta – como foi o meu caso – por repetir o processo mais de duas vezes).

show-me-pretty-home-office-wall-diy

A washi tape não é barata, mas tenho imensa aqui em casa (o frasco transparente que tenho na secretária não me deixa mentir) e tenho de começar a dar-lhe (mais) uso. Mas se quiserem replicar a ideia e não vos apetecer comprar a fita, podem usar tinta colorida ou verniz das unhas, por exemplo. Antes de optar por usá-la experimentei pintar os rebordos com verniz das unhas (uma marca barata que encontrei numa ‘loja de chineses’ com cores neon) e posso dizer-vos que resulta bastante bem e só não ficou assim porque não gostei de ver aquela cor na parede.

show-me-pretty-home-office-wall-8No geral fiquei bastante satisfeita com o resultado, sobretudo porque acho que consegui um bom compromisso entre simplicidade/discrição e funcionalidade.

(As bases de cortiça são da Ikea; fixei-as à parede com fita bi-adesiva da Tesa que podem encontrar em hipermercados ou lojas de bricolage e decoração).

PS – Quando for grande quero ter um monitor branco para ligar ao portátil. E se pudesse não ter fios, melhor ainda.

To all my foreign readers: I am sorry for writing only in portuguese for the last few months, but most of the times I really can’t find the time to write in english as well. Nevertheless I want you to know that I am currently working on the translation of all the diy posts. I really appreciate the fact that you still visit and comment my blog, and the best way to thank you for that is writing in english as well. Thank you for understanding.

DIY Natal / Presentes DIY

Há dois anos fiz um presente para oferecer no Natal que partilhei aqui no blog: duas caixas com pacotes de chá handmade. Na altura partilhei apenas o resultado final, o que fiz e como ficou. Talvez porque tenha pensado que ninguém seria louco o suficiente para se dar a todo aquele trabalho (na altura em que estava a fazê-lo questionei-me várias vezes sobre a minha sanidade mental!). Mas tenho vindo a perceber ao longo destes dois anos, para grande satisfação minha, que isso não é verdade, porque têm sido muitas as pessoas que me enviam emails a perguntar como fiz, que materiais usei, onde comprei, etc.

show-me-pretty-diy-teabags-box-7

Por este motivo decidi recuperar esse projecto e reunir num post as respostas a todas as questões que me têm colocado. Continuamos, assim, a invocar o espírito natalício e, ao mesmo tempo, inauguramos uma rubrica especial de ideias para presentes de Natal. Parece-vos bem? Vamos então ao HOW TO, desta vez sob a forma de perguntas e respostas!

show-me-pretty-diy-teabags-box-10

Onde arranjaste os diversos tipos de chás?
Comprei o chá num hipermercado, mas também o podem encontrar em ervanárias e lojas de produtos naturais. Comprei de vários tipos porque queria ter variedade, mas se este factor não for importante não precisam de comprar muitas embalagens porque elas trazem  bastante chá (dependendo de quantos pacotes querem fazer, claro).

show-me-pretty-diy-teabags-box-1

Que tipo de fio foi utilizado?
Utilizei fio de cozinha que também comprei num hipermercado (normalmente está na secção de produtos de cozinha ou na de produtos para festas).

Qual é o material dos sacos transparentes?
Os sacos que envolvem o chá são feitos de tecido. Andei uma série de tempo à procura de um tecido que não fosse caro, que fosse minimamente transparente e absorvesse facilmente, e depois de muitas voltas acabei por comprá-lo na Leroy Merlin (não o encontrei à venda a metro, por isso acabei por comprar uns cortinados básicos feitos neste tecido). Confesso que não faço ideia que nome poderá ter o tecido em causa, mas podem ver aqui uma fotografia que lhe tirei.
Depois de o lavar muito bem cortei-o em círculos e coloquei as folhas de chá no meio, fechando depois os círculos em forma de pequenas trouxas. Com a ajuda de uma agulha e do fio de cozinha cosi-as e deixei um fio de cerca de 15 cm, para posteriormente prender às etiquetas (que fiz recortando tiras de cartolinas coloridas).

show-me-pretty-diy-teabags-box-8

Como pintaste as caixas de madeira? Com tinta própria para madeiras ou com spray?
As caixas foram pintadas primeiro com primário para madeira (depois de lixadas) e, depois, com tinta em spray (apenas por fora, por dentro não apliquei qualquer tipo de tinta).
No final, depois de estar completamente seco, apliquei verniz com acabamento mate (opcional; só o fiz porque queria o efeito mate e não o efeito brilhante com que ficou depois de pintado).
O desenho a branco foi feito através de uma espécie de ‘stencil caseiro’. Desenhei as letras à mão num pequenino naperon de papel, recortei-as, fixei o naperon às caixas e apliquei a tinta (pelo menos duas vezes).
Esta pintura do stencil foi feita com uma esponja embebida em tinta branca (para o efeito cortei e utilizei uma ponta de um esfregão da loiça semelhante a este).
Uma última nota em relação às tintas para dizer que quanto mais uso tintas em spray menos gosto delas e se fosse hoje talvez não tivesse usado spray e tivesse antes pintado com pincel/rolo. Isto porque normalmente são tintas muito líquidas e há sempre um sítio onde a tinta escorre e o acabamento não fica tão perfeito como poderia ficar. Mas é a forma mais rápida de pintar, sem dúvida.

show-me-pretty-diy-teabags-box-2

show-me-pretty-diy-teabags-box-3

show-me-pretty-diy-teabags-box-4

show-me-pretty-diy-teabags-box-11

Onde posso comprar uma tesoura zig zag?
Tenho a certeza que existem vários locais onde podem comprar uma tesoura destas. A minha foi comprada numa retrosaria que existe em vários centros comerciais na zona de Lisboa chamada retrosaria Zora. Segundo uma querida leitora do blog, também são vendidas na Ikea.

show-me-pretty-diy-teabags-box-6

Onde posso comprar carimbos para identificar os chás?
Os meus carimbos foram comprados na At home hobby há bastante tempo. Lá sei que encontram de certeza porque ainda há pouco os andei a namorar (tenho uma pequena grande paixão por carimbos!). Se não vivem em Lisboa, experimentem espreitar a loja on-line ou enviar-lhe suma mensagem privada por FB, pode ser que não podendo vir até aos carimbos, eles possam ir ter convosco :)

show-me-pretty-diy-teabags-box-5

Tentei cobrir todo o processo mas se tiverem questões adicionais deixem um comentário neste post ou, se preferirem, escrevam para rita@showmepretty.com.

show-me-pretty-diy-teabags-box-9Happy DIY!

DIY Natal / Quadro Natalício

E já é, novamente, aquela altura do ano (bolas, que este ano passou mesmo a voar!). Penso que o ano passado já tinha partilhado convosco que o espírito natalício tende a demorar a instalar-se por estas bandas. Nunca acontece antes de Dezembro e, normalmente, só aparece mesmo em cima do acontecimento.
Mas quando isto acontece comigo está tudo bem. É normal. Ninguém está à espera que seja de outra forma. Já quando acontece com a minha amiga Joana – que é, muito provavelmente, a pessoa que eu conheço que mais gosta do Natal – algo está errado e têm de ser postas em acção medidas drásticas. E é por isso que, em jeito de quem pede ao espírito natalício para que se apresse, este ano declaro aberta a época natalícia de DIY em pleno mês de Novembro.

O projecto DIY inaugural já mora cá em casa desde o ano passado mas, não sei bem porquê, não cheguei a partilhá-lo convosco. Por isso parece-me justo que este ano comecemos por ele.

show-me-pretty-xtmas-frame-diy

Para ajudar (ainda mais) a sintonizar o espírito do Natal, sugiro que tentemos acompanhar o HOW TO com este álbum aqui ao lado. (Eu disse “tentemos”, ok? No pressure ;)). Vamos a isto!

show-me-pretty-christmas-frame-diy

1. Marcar a posição que pretendem que os objectos tenham dentro da moldura (porque vai determinar o espaço no vidro onde poderão escrever) e colá-los;
2. Escolher uma imagem para utilizar como fundo e cortá-la do tamanho da moldura (a imagem que utilizei foi encontrada numa pesquisa no google; podem também usar cartolina preta e fazer pequenas pintinhas bancas ou mesmo colar pequenas pedras brilhantes; ou usar outra imagem/fotografia/padrão que prefiram); sugiro que usem um pouco de fita-cola ou mesmo de cola para ajudar a fixá-la à parte de trás da moldura;
3. Escrever a frase no vidro e deixar secar. A técnica para o fazer é a que já demonstrei neste DIY para o Dia dos Namorados (que também dá um belo presente de Natal!);
4. Montar a moldura e, antes de a fechar, deitá-la numa superfície com o vidro para baixo e deitar os flocos cintilantes lá para dentro (já não tenho flocos – por esse motivo é que eles não aparecem na imagem – mas podem ver os que usei neste projecto de Natal que partilhei o ano passado) com cuidado (estes pequenos flocos aparentemente inofensivos colam-se a tudo e espalham-se por todo o lado muito facilmente e não são fáceis de limpar);
5. Fechar a moldura e já está!

Gostava de vos poder mostrar a imagem que me inspirou para fazer este projecto, mas não estou a conseguir encontrá-la. Se a encontrar entretanto actualizarei este post.

(Tanto os pequenos pinheiros, como os cogumelos, como os flocos foram comprados no Aki. Recentemente também vi cogumelos destes à venda na Tiger.)

DIY / Vaso forrado a tecido

A ideia inicial era fazer dois ou três frascos iguais a estes, para encher de canetas e lápis e marcadores e coisas que tais. Mas, num exercício de pseudo-minimalismo (acrescento-lhe o pseudo porque eu sou uma pessoa de objectos, de apegos emocionais a coisas, por isso estou longe de ser minimalista), fui obrigada a admitir que, neste momento, não preciso de mais organização para canetas. A que tenho é mais do que suficiente e, quando deixar de ser, isso só pode significar que tenho canetas a mais (que tenho) e não organização a menos.

Mas como o apelo do DIY foi mais forte do que o meu esforço pseudo-minimalista, e eu tenho uma espécie de incapacidade crónica de seguir uma receita até ao fim sem inventar qualquer coisa pelo meio (válido para a culinária e para o DIY) optei por aplicar a técnica a um copo de uma vela Tindra do Ikea (tenho sempre velas destas em casa – muito úteis quando se tem uma casa pequena e os cheiros da cozinha tendem a escapar para fora dela – e fico sempre com os copos, que dão belas jarras, vasos e taças para sobremesas).  E assim nasceu o novo vaso de um dos meus cactos.

show-me-pretty-lined-pot-plant-4Confesso que não adorei o resultado, mas penso que isso tem muito a ver com o tecido que escolhi. Um tecido mais colorido e com um padrão menos geométrico/óbvio ou mais “preenchido” (como os do projecto original) teria, seguramente, resultado melhor. Este tecido, sendo bonito (não me canso dele no quadro que bordei há uns tempos), acaba por ficar aqui com um aspecto ligeiramente deslavado e torna demasiado óbvias as tiras de tecido.

Se quiserem reproduzir o DIY sugiro-vos também que não diluam tanto a cola como é sugerido no tutorial. Diferentes marcas de cola levarão, seguramente, a resultados diferentes, mas senti que com um pouco menos de água o resultado final teria sido melhor.

Seja como for, valeu pela experiência. E hei-de voltar a experimentá-lo com um tecido mais “animado”!

{ DIY TIPS } Vaso personalizado // Dotted pot plant

(scroll down for english)

Facto 1. A minha amiga Joana mudou de casa.
Facto 2. Tenho um fraquinho por plantas em geral (e ela também lhes acha piada).
Logo, da primeira vez que vou a casa dela, que presente decido comprar para assinalar a mudança e que é, simultaneamente, para ela e para a sua nova casa? Uma planta, claro. Neste caso uma suculenta, plantas de (relativamente) fácil manutenção e que adoro de paixão.

show-me-pretty-dotted-vase-1

E como por aqui se sofre de um síndrome agudo de do-it-yourself-ite (mais uma palavra para a família do DIY!), não fui capaz de me limitar a oferecê-la tal como a comprei e tive de lhe dar um toque especial. Ou vários toques especiais… sob a forma de pequenas bolas, para ser mais precisa.

show-me-pretty-dotted-plant-pot-diy-tutorialSimples, demora 10 minutos a fazer e fica-se com um vaso único e totalmente diferente do original. Fiquei feliz com o resultado e acho que ela também :)


Fact 1. My dear friend Joana has just moved to a new house.
Fact 2. I have a thing for plants (and she also likes them).
So, can you imagine what I decided to buy to offer her the first time I went to her new house? That’s right, one beautiful plant. A succulent, to be more precise (I love these plants!)

And since I suffer from this huge DIY syndrome; I obviously had to think about something to make it more personal and unique and fun. And what can be more fun that small dots? Nothing!

Very simple, fast and easy to make. I loved the outcome, and so did she :)

Bordado ‘Choose Happy’ // ‘Choose Happy’ Embroidery

(scroll down for english)

Há uns tempos atrás, e pouco depois de terminar o meu primeiro bordado, escrevi sobre um colorido bouquet de fios de algodão que me iria ajudar a bordar um novo quadro.

show-me-pretty-choose-happy

Na altura disse-vos que seria um quadro especial, mas não pude adiantar-vos grande coisa sob pena de estragar uma surpresa: ele estava destinado a fazer parte do presente de aniversário da minha irmã, que se celebrou há dias.

show-me-pretty-choose-happy-detailshow-me-pretty-choose-happy-embroidery

Fiquei muito contente com o resultado e gostei muito de experimentar novos pontos e perceber as potencialidades desta técnica, de tal forma que, depois destas duas experiências, tenho a certeza que não me vou ficar por aqui. Não ficou giro? :)

(O desenho é da autoria da Paper Coterie e podem encontrá-lo aqui.)

show-me-pretty-framed-choose-happy-embroidery

Some time ago, a while after I showed you my very first embroidery, I talked about this beautiful bouquet of cotton thread that was going to help me work on my next embroidery project.
I couldn’t tell you much back then because if I did I’d ruin a surprise I was preparing for my sister’s birthday: this embroidery was going to be part of the present I was preparing for her.
But now that her birthday is gone, I can show you everything! I must tell you I felt very happy when I finished it. I tried stitches I have never used before and it looks just as I imagined it. After these two projects, I am pretty sure this won’t be my last. Isn’t it cute?

(The design is from Paper Coterie, you can find it here.)

{ DIY home } Studded mousepad // Tapete de rato com tachas

(scroll down for english)

Ando há imenso tempo a pensar fazer um tapete para o rato. Tenho dois ou três aqui por casa, que vou trocando à medida que a superfície vai ficando menos lisa, mas há uns dias, quando ia trocar o que estava a usar e percebi que nenhum deles assentava de forma perfeita sobre a secretária, percebi também que era tempo de meter mãos à obra.

show-me-pretty-studded-mousepad

Já tinha feito uma pesquisa há uns tempos e tinha ficado com este debaixo de olho, mas a verdade é que não me apetecia gastar muito dinheiro e perder muito tempo com isto. Mas o resultado, claro, tinha de me encher as medidas. A ideia surgiu-me quando andava à procura de PVC transparente e, ao atravessar a secção de cozinha de uma loja de decoração, esbarrei com uma série de bases para tachos feitas de cortiça. Nesse instante soube exactamente o que queria fazer, e agora vocês também sabem, e também o podem fazer :)

show-me-pretty-diy-studded-mousepad

I’ve been thinking about doing a mousepad for a while now. I have a few at home and all of them have endless hours of mouse work on their shoulders (or at least they would if they had shoulders!), which means none of them is in a very good shape (literally). A few days ago, when I was about to substitute the one I was using for another one, I finally realized it was time for some diy.

I had already made some research and I absolutely loved this suede and golf leaf polka dot mousepad, by Lovely IndeedBut the truth is that I didn’t want to spend much money and time on this, even though I would have to make something that would make me feel happy. So, i’ve come up with this idea while I was searching for some transparent PVC, and crossed the kitchen department of this home decoration store and found myself in front of a set of cork trivets. From that moment I knew what I wanted to do, and now you do to, and you can also do it  :)

Comemorações do início da Primavera // Celebrating the beginnings of Spring

(scroll down for english)

A minha agenda tem andado a abarrotar nos últimos dias e, infelizmente, isso tem significado pouco tempo para pensar – e ainda menos para fazer – projectos que valha a pena partilhar convosco.

Ou melhor, deixem-me ser completamente sincera: a verdade é que só não tenho tido tempo para fazer porque mesmo que não haja tempo para pensar, os meus neurónios estão sempre a fugir para lá. Quer eu queira, quer não queira. E, ainda por cima, quero sempre!

show-me-pretty-celebrating-spring1

E como ontem (a madrugada passada, para ser mais precisa), terminei o que me andava a ocupar os minutos todos dos dias (coisas boas também!), hoje acordei cheia de energia para atacar o projecto de celebração da Primavera que me anda a alimentar a imaginação há uma série de dias.

show-me-pretty-celebrating-spring2

Por hoje fica apenas uma pequenina revelação. Lá para meados da semana conto trazer-vos o resto.

Life as been a busy place lately and, unfortunately, that means I didn’t had the time to think – let alone do – some much needed DIY.

Well, to be completely honest with you, I have to tell you this: the truth is that I only didn’t had the time to actually do something, because whether i want it or not (and i always do!), I  always find a way of thinking about it.

Things are a bit more calm now, and today I woke up filled with energy to start working on this project I’ve been thinking about, to celebrate the beginnings of spring.

Today I only have this tiny preview to show you but I’m hopping I can show the final project until this week ends.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...