DIY / Vaso forrado a tecido

A ideia inicial era fazer dois ou três frascos iguais a estes, para encher de canetas e lápis e marcadores e coisas que tais. Mas, num exercício de pseudo-minimalismo (acrescento-lhe o pseudo porque eu sou uma pessoa de objectos, de apegos emocionais a coisas, por isso estou longe de ser minimalista), fui obrigada a admitir que, neste momento, não preciso de mais organização para canetas. A que tenho é mais do que suficiente e, quando deixar de ser, isso só pode significar que tenho canetas a mais (que tenho) e não organização a menos.

Mas como o apelo do DIY foi mais forte do que o meu esforço pseudo-minimalista, e eu tenho uma espécie de incapacidade crónica de seguir uma receita até ao fim sem inventar qualquer coisa pelo meio (válido para a culinária e para o DIY) optei por aplicar a técnica a um copo de uma vela Tindra do Ikea (tenho sempre velas destas em casa – muito úteis quando se tem uma casa pequena e os cheiros da cozinha tendem a escapar para fora dela – e fico sempre com os copos, que dão belas jarras, vasos e taças para sobremesas).  E assim nasceu o novo vaso de um dos meus cactos.

show-me-pretty-lined-pot-plant-4Confesso que não adorei o resultado, mas penso que isso tem muito a ver com o tecido que escolhi. Um tecido mais colorido e com um padrão menos geométrico/óbvio ou mais “preenchido” (como os do projecto original) teria, seguramente, resultado melhor. Este tecido, sendo bonito (não me canso dele no quadro que bordei há uns tempos), acaba por ficar aqui com um aspecto ligeiramente deslavado e torna demasiado óbvias as tiras de tecido.

Se quiserem reproduzir o DIY sugiro-vos também que não diluam tanto a cola como é sugerido no tutorial. Diferentes marcas de cola levarão, seguramente, a resultados diferentes, mas senti que com um pouco menos de água o resultado final teria sido melhor.

Seja como for, valeu pela experiência. E hei-de voltar a experimentá-lo com um tecido mais “animado”!

Porta-cartões DIY // DIY Plastic card holder

(scroll down for english)

Para quem me lê há mais de um mês, o projecto que hoje partilho não será propriamente uma novidade. Fi-lo há algum tempo, a propósito de um guest post que escrevi para o belíssimo blog da Allisa Jacobs, o Quiltish (toca a ir espreitar se ainda não conhecem!). Mas como todos os dias há alguém que se junta a nós na página de Facebook do Show me Pretty, e como já passou algum tempo desde a publicação no Quiltish, decidi publicá-lo hoje aqui, para quem não teve oportunidade de o ver.

show-me-pretty-diy-plastic-card-holder

Trata-se de um projecto muito simples, rápido e fácil de executar, e que não exige nenhum material que não possam facilmente ter em casa. Além disso é especialmente útil para quem, como eu, acumula cartões de fidelização de tudo o que são lojas e, simultaneamente, não gosta de andar com carteiras muito pesadas e cheias de tralha, mas também não gosta de perceber que não tem os ditos cartões consigo quando precisa deles.

show-me-pretty-diy-plastic-card-holder-how-to

Por isso mesmo, este porta-cartões (que anda comigo desde o dia em que o fiz!) tem dado imenso jeito, é super leve, e continua impecável. A única coisa que daqui a uns tempos deve precisar de substituição é a washi tape, que com o uso vai-se desgastando. Fora isso, digo-vos sinceramente, bendita a hora em que me lembrei disto!

Do you know those moments when you just don’t feel like carrying around a big heavy tote filled with things you don’t need (but carry around anyway, just in case)? I have to admit that I have always been a fan of huge bags and wallets. But lately I started to realize that there’s this feeling of freedom attached to carrying just a few things with me: the few ones that I truly need and nothing else. So, besides getting rid of some things, I also designed this very simple and easy to make card holder and gave my old heavy wallet a rest.

(This project was developed by me for a guest post I wrote for Quiltish, the beautiful Allisa Jacobs’ blog, that you absolutely must see!)

I’M MESSY AND I KNOW IT: organizing meals

(scroll down for english)

show-me-pretty-recipes-cards-back

Foram precisos dois meses (a propósito, alguém me explica como é que já estamos no terceiro mês do ano?) mas, finalmente, comecei a concretizar a minha intenção de organização no que às refeições diz respeito. Arranjei uma caixa (que hei-de pintar futuramente), desenhei e imprimi os cartões para as receitas, fiz separadores para os dividir (a partir de uma caixa de sapatos que estava prestes a ir para o lixo) et voilá!

show-me-pretty-recipes-cards-front

Agora só falta começar a organizar as receitas e, depois disso, a planear as refeições semanais. Devagar se vai ao longe, não é verdade? E eu hei-de lá chegar, nem que sejam necessários mais dois meses.

show-me-pretty-recipes-cards-detail-back

show-me-pretty-recipes-cards-box-insideshow-me-pretty-recipes-cards-folders

show-me-pretty-recipes-cards-box

E como as coisas boas são para partilhar, deixo-vos os cartões que desenhei (frente e verso), para poderem utilizar. É só clicar em cada uma das imagens para abrir no tamanho máximo, fazer save as e imprimir :)

Ah! E entretanto criei um novo board no Pinterest, espreitem-no aqui.

cartao_receitas_azul_verso

cartao-receitas-rosa-verso

cartao_receitas_verde_verso_EN

cartao_receitas_azul_PT

cartao_receitas_rosa_PT

cartao_receitas_verde_PT

It took me two months (by the way, can someone, please, tell me how is it March already?) but I finally started to organize myself when it comes to meals. I found a box (that I plan to paint one of these days), designed and printed recipes’ cards, made some folders (using an empty shoes’ box that I was about to throw away), et voilá! Now I just have to start writing and organizing the recipes and planning the week meals. One step at a time, right? I’m doing it slowly, but I’ll get there, even if it takes me two more months.

And because all the good things should be shared, here’s the cards I designed (front and back). Just click them to get the full size, save them in your computer and print them :)

cartao_receitas_azul_EN

cartao_receitas_rosa_ENcartao_receitas_verde_EN

Oh, I also created a new Pinterest Board, check it out clicking here.

{ DIY Tips } Bandolete renovada // Headband makeover

(scroll down for english version)

No meio da minha interminável saga de arrumação/organização, de que já falei aqui várias vezes (aqui, por exemplo) encontrei uma bandolete partida numa das extremidades. Estava quase a metê-la no lixo quando me lembrei de uns autocolantes brilhantes que tinha comprado há uns tempos e, por isso, meti-a de parte até hoje, dia em que decidi dar-lhe uma nova vida. Parti a outra extremidade de modo a ficar simétrica, fui buscar os brilhantes, feltro para proteger a parte de trás das orelhas das pontas “afiadas” e saiu isto!

show-me-pretty-diy-headbandVamos ao antes, ao depois e ao ‘durante’? Aqui vai disto:

show-me-pretty-diy-headband-how-toIn the middle of my never-ending saga of organization and tidiness, I found one black headband. Since it was broken in one of the edges my first thought was, obviously, to throw it away. But then i remembered of this plastic rhinestone trimming I bought some time ago which gave me an idea, and so i decided to keep the headband. And today I finally decided to put my little idea into action and this was the outcome!

{ DIY Tips } Actualizar o guarda-roupa // Updating your wardrobe

(scroll down for english version)

Como já referi por alto aqui, aqui, e algures por aqui, ando há algum tempo a lançar olhares (que oscilam entre o ligeiramente-ameaçador, o tenho-de-começar-mas-agora-não-me-apetece e o preciso-mesmo-de-dar-uma-volta-a-isto) a meia dúzia de coisas que tenho no guarda-roupa.

Mas o facto incontornável é este: a preguiça falou sempre mais alto. Só que isto de ter um blog tem a grande vantagem de me levar a comprometer com determinadas coisas e sendo eu uma rapariga que faz questão de honrar os seus compromissos eis-me aqui, prestes a iniciar e a partilhar convosco a “Operação Modernização (se tu tudo correr bem)”.

show_me_pretty_customizar_roupaA ideia, como facil e rapidamente se concluirá, está longe de ser revolucionária. Mas nós também não estamos aqui para competir com os senhores que inventaram o fogo e a roda e a electricidade e a medicina moderna e a internet (e, e, e,…), certo? Até porque, mais do que ter a pretensão de partilhar ideias bombásticas, a minha intenção é partilhar projectos simples e, principalmente, espicaçar-vos (sim, sim, a vocês!) para que metam as mãos na massa (porque, além de potencialmente terapêutico, é divertido e giro e estimulante a vários níveis).

Por tudo isto, o objectivo é pegar nestas peças (e talvez em mais umas quantas, se entretanto descobrir que se calhar devia era ter sido costureira, ou designer de moda, que é mais fino), e fazer-lhes pequenas alterações que lhes dêem um ar renovado. Não vou complicar/ inventar muito até porque, em primeiro lugar, isto é uma experiência e se alguma coisa correr mal não ficarei muito feliz por ver nenhuma destas peças estragadas (principalmente o vestido, que antes de ser meu foi da minha mãe). Além disso, é minha intenção que todas as alterações que fizer possam ser desfeitas futuramente porque estas peças são todas básicas e intemporais e não seria inteligente retirar-lhes estas características (até porque – nunca é de mais lembrar-me! – alguma coisa pode não correr bem). Ainda não sei por onde vou começar, mas em breve descobrirão. See ya ;)

Every now and then, I find myself looking at some of my clothes and realizing that even though i still like them and i can’t find a logical reason not to wear them, they always get left behind when it comes to putting an outfit together.
They all have some sort of timeless classical vibe but there’s something missing, you know? So I decided to initiate the operation ‘updating the wardrobe (if everything goes according to plan)’: I selected some pieces of clothing and i will make some small, simple improvements (hopefully!), inspired by fashion trends, things I find online, etc, and share the process/results with you.
I won’t be doing any drastic alterations because I don’t want to completely change these garments (and also because my design and sewing skills are still relatively underdeveloped and i don’t want to destroy them!).
I still don’t know which one I’ll pick first, but you will find out soon- See ya :)

{ DIY | Casa } Como reciclar frascos vazios especial Natal

E já estamos em Dezembro! E embora comecem a impingir-nos o Natal ainda mal terminou o Verão, eu faço parte daquela espécie de velha guarda para quem a época natalícia só se inicia em Dezembro e, portanto, é tempo de Natal! E isso, por estas bandas, significa que está oficialmente aberta a época do-it-yourself natalícia.

E como ainda abundam por aqui os frascos de vidro, nada como aproveitar para juntar o útil ao agradável e inaugurar a época festiva com um projecto simples de decoração natalícia cujo resultado, confesso, me encheu as medidas.

 O material de que vão precisar é este:

Façam-se acompanhar pela Judy Garland, e vamos a isto!

E como várias pessoas me têm perguntado onde podem encontrar alguns dos materiais que utilizo, vou passar a incluir essa informação nos posts. Neste caso, os pinheiros-mini e os flocos cintilantes foram comprados no AKI (também os vi na Leroy Merlin), as luzes são o modelo STRÅLA, da IKEA.

Merry Christmas. ho ho ho!

{ DIY | Casa } Como reciclar frascos vazios

Há uns dias atrás decidi dedicar-me à missão de reciclar os imensos frascos de vidro vazios que habitam cá por casa. Para começar seleccionei três e ainda sem saber muito bem que volta lhes ia dar para os deixar mais bonitos (já sabem que por aqui se sofre deste síndrome a que gosto de chamar “bonitizing”), já tinha decidido a função que iriam cumprir: permitir ter coisas como cotonetes e algodão mais à mão (para simplificar o processo que até aqui implicava oito desnecessárias acções: baixar, abrir o armário, procurar as respectivas embalagens, abrir, fechar, arrumar novamente, levantar e usar). O único requisito à partida foi escolher três frascos diferentes e pensar numa transformação coerente mas também com alguma diferenciação porque não me apetecia um resultado final muito matchy matchy. Como a ideia era simplificar um processo, decidi também que os frascos teriam de permanecer transparentes e o makeover seria feito nas tampas. Decidi pintá-las.

Num primeiro momento não compliquei e pintei-as apenas com tinta preta chalkboard. A intenção era ter um pequeno espaço para criatividade num espaço em que, normalmente, não existe espaço para isso (desculpem a redundância). Talvez juntasse mais um pequeno frasco com dois ou três paus de giz ao lado e estava feito! Mas as tampas são tão pequenas que uma ideia com alguma graça a perdeu toda quando concretizada. E foi mais ou menos por esta altura que a minha amiga Diana me enviou um email com uma ideia giríssima, que eu tratei logo de pôr em prática.

Quem acompanha o facebook do Show me Pretty teve um pequeno teaser com direito a muitos palpites criativos. E agora é tempo de desfazer todas as dúvidas e perceber quem acertou.

Se quiserem reproduzir aí por casa, aqui ficam os materiais que utilizei.

É tão simples quanto limpar bem as tampas, colar os animais com cola forte e (depois de bem colados) pintar o conjunto. Ah! E sintonizar o you tube n’ a banda mais bonita da cidade.

E, já agora, quem ainda não segue o facebook do Show me Pretty está à espera de quê?  ;)

Missão “acabar com os frascos de vidro vazios cá em casa”

Não sei se convosco se passa o mesmo, mas tenho este hábito de guardar tudo quanto são frascos de vidros que, de alguma forma, vêm parar cá a casa (e já não é a primeira vez que falo disto aqui). Frascos de mel, frascos de compota, frascos de feijão, frascos de molho de tomate, frascos de grão, frascos de tudo-e-mais-alguma.

Podia simplesmente pegar neles todos (e estes aqui em cima são apenas parte) e ir enfiá-los no vidrão mais próximo mas, convenhamos, guardei-os precisamente a pensar que um dia haveria de olhar para eles e dar-lhes alguma utilidade e, portanto, não é porque o armário onde os tenho começa a estar demasiado cheio que vou desistir dessa ideia. Bem pelo contrário, vou precisamente dedicar-me a perceber o que posso fazer com eles.

Primeiro passo: escolher três ou quatro para começar e eliminar todos os restos de rótulos e cola. E para quem se livra dos frascos de vidro por pensar que é uma chatice conseguir retirar tudo isto e que, não poucas vezes, a tentar eliminar restos de cola o aspecto do vidro fica ainda pior, fica a dica: metam-nos num recipiente cheio de água quente com detergente para a loiça diluído e deixem-nos de molho, completamente cobertos, de um dia para o outro. No dia seguinte é só dar uma esfregadela rápida e, eventualmente, outra um pouco mais vigorosa aqui e ali e ficam como novos.

Em breve partilharei o primeiro makeover! E entretanto sugestões de reciclagem serão bem vindas :)

{ DIY | Acessórios } Como transformar uma velha t-shirt num colar

Não sei o que se passa com o tempo neste país. Há dias, quando me despedia da minha irmã (que vive actualmente em Londres) enquanto sacudia a chuva do casaco de penas à entrada da estação de King’s Cross dizia-lhe, em jeito de pirraça, que dali por umas horas estaria alegremente de t-shirt, nos trópicos. Mal sabia que ia aterrar numa Lisboa peganhenta e abafada, com os níveis de humidade nos píncaros. Talvez por isso, e porque continuo contrariada com o fim do Verão, ainda não consigo sequer pensar em cores escuras, daquelas que tipicamente habitam nos nossos roupeiros durante o Outono e o Inverno. E mesmo que não fosse este o caso, a verdade é que gosto de contrariar os dias cinzentos com apontamentos de cor. O Verão acabou-se, mas não temos necessariamente de ficar cinzentões da cabeça aos pés, certo? Certo!

E foi com esta ideia em mente que me pus a olhar de soslaio para uma t-shirt velha com dois ou três buraquinhos irritantes, daqueles que tendem a aparecer-me sempre, mais ou menos no mesmo sítio, em t-shirts de algodão (é só a mim que isto acontece?!), que andava por aqui em vias de se transformar em pano para limpar o pó. É um facto que já não a vestia, mas este fim trágico não me convencia. E foi assim que a triste e velha  t-shirt renasceu, transformando-se num alegre colar.

Como os brilhos que marcaram as tendências em jóias/bijuteria durante o Verão parecem ter vindo para ficar, juntei-lhe alguns fios de missangas brilhantes, para um resultado mais actual.

E agora, tratem de ir vasculhar o fundo das gavetas aí de casa e mãos à obra!

Material necessário:

Instruções:

Desmanchar a t-shirt (1) e eliminar todas as costuras (2), excluindo as partes mais curtas da t-shirt (como as mangas). Cortar tiras com aproximadamente 1cm de largura ao longo do lado mais comprido do tecido (3) até que este se acabe (4). Esticar, uma a uma, as tiras de tecido anteriormente cortadas (5). Não é necessário fazer muita força, apenas a suficiente para que as tiras fiquem com um aspecto tubular (6). Excluir as tiras com maiores imperfeições e com tamanho muito superior/inferior à média e seleccionar duas tiras que deverão ser cozidas uma à outra pela extremidade (o objectivo é ter uma tira com cerca do dobro do tamanho das restantes, que servirá para atar o colar ao pescoço). Cortar o fio de missangas por forma a ter vários fios com tamanho semelhante aos de tecido. Pôr de parte duas tiras de tecido para atar as extremidades (7). Juntar os fios de tecido e de missangas ao fio de maior comprimento (que deverá ficar no meio dos outros, com tecido suficiente para fora, para permitir atar ao pescoço) e prender com um elástico para facilitar o processo (8). Usar uma das duas tiras que foram postas de parte para atar os fios de tecido e missangas (9, 10). Fazer o mesmo na outra extremidade (11) e cortar as pontas para que fiquem uniformes, tendo o cuidado de não cortar a tira maior (12, 13). Fazer o mesmo na outra extremidade (14, 15, 16, 17). Acertar o comprimento das tiras que servirão para atar o colar (18).

PS – E para animar ainda mais os dias, o novo álbum destes rapazes que eu tanto estimo já toca insistentemente por aqui.

Como poupar para objectivas // How to save for lenses

(scroll down for english version)

Lembram-se do mealheiro feito a partir de um frasco vazio?

Algum tempo depois terminei, finalmente, o meu. Sim, porque por muito que possa gostar de sapatos, aquilo que me faz ter vontade de ir pondo uns trocos de lado é outra coisa completamente diferente. Alguém quer tentar adivinhar o que é?

Objectivas para a máquina fotográfica, claro! (O que mais poderia ser?)

Mas fiquem a saber que se os sapatos forem mesmo a vossa perdição, quando chegarmos aos 100 fãs na página de Facebook do Show me Pretty, habilitam-se a ganhar o outro mealheiro, por isso toca a juntarem-se à página e a espalharem a palavra :)

Remember the recycled money box I made a few months ago?
I am happy to tell you that I finally finished the one I was making for myself. I do like shoes, but what drives me to save some money is a completely different thing. Do you want to take a guess about what that thing might be?
Lenses for my camera, of course! (What else, right?)
But let me tell you this: if shoes are your thing, you have the chance of winning the other money box I’ve made. As soon as Show me Pretty reaches 100 fans in Facebook, I’ll prepare a little giveaway to celebrate. So, what are you waiting to join us and spread the word? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...