Pretty things

show-me-pretty-pretty-things-flowers-7 show-me-pretty-pretty-things-flowers-1 show-me-pretty-pretty-things-flowers-2 show-me-pretty-pretty-things-flowers-8 show-me-pretty-pretty-things-flowers-3 show-me-pretty-pretty-things-flowers-4 show-me-pretty-pretty-things-flowers-5 show-me-pretty-pretty-things-flowers-6

Ir ao Alentejo implica sempre cumprir alguns rituais. Respirar fundo quando se chega, para aquele ar nos entrar até ao mais recôndito canto dos pulmões. Visitar as avós. Cravar aquele cozinhado à mãe. Arrancar um abraço apertado ao JH (o vizinho mais querido de todos os tempos). Adormecer no sofá (à tarde ou à noite; ou à tarde e à noite). E passar horas no jardim a fotografar flores. Mais do que ter qualquer espécie de pretensão artística (convenhamos, são fotografias básicas de flores num jardim!), faço-o como quem medita. Como quem se esvazia de tudo e simplesmente está. Porque quando estou ali, com a minha câmara, somos só nós e as flores. Ou são só as flores, já que eu só as observo. E não há momento de maior tranquilidade do que aquele em que nos permitimos a não existir para além da constatação da beleza do que temos à nossa volta.

Going to Alentejo always involves some rituals. Taking a deep breathe when we arrive (there’s nothing like that air). Visiting my grandparents. Asking my mother to cook that dish I keep missing (and no one does it like her). Giving the biggest hug in the world to JH (the sweetest neighbor ever). Fell asleep in the couch (in the afternoon or by night; or in the afternoon and by night). And spending hours in the garden photographing flowers.
For me photographing flowers is like meditating. Because while I’m there with my camera, it’s like if I only exist because I’m doing what I’m doing. All the problems and all the thoughts that worry me somehow stop existing. Because there is no moment of greater tranquility than the one in which we allow ourselves not to exist beyond the beauty of what surrounds us.

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 thoughts on “Pretty things

    1. Para mim ainda falta mais uma semana para além desta, porque no próximo fim-de-semana não vou conseguir ir a casa (“a casa” será sempre lá, apesar de a vida estar toda cá, há mais de uma década). Mas o sentimento de contagem decrescente é o mesmo :)

  1. realmente quando olho para elas é mesmo isso que penso: fotografias básicas de flores num jardim!
    és muito tonta.
    e eu gosto de ti!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *