DIY Denim Jacket Alteration

E eis que, finalmente, tenho um blusão de ganga ‘novo’. Custou, mas foi!

Desde que comecei a alterá-lo que oscilei várias vezes entre o “não devia ter decidido usar renda”, o “isto vai ficar tão piroso, nem sei por que estou a perder tempo” e o “espera lá que se calhar até vai resultar bem melhor do que imaginas”.

show-me-pretty-denim-jacket-alterationE agora que o terminei (conseguindo, com sucesso, esconder todas as manchas de lixívia com que ele ficou depois de uma ideia infeliz que esta que vos escreve teve) a última opção é a que prevalece. Agora só falta que a Primavera se despache para o poder começar a usar (e também porque estou tão, tão, tããão farta deste Inverno!).

show-me-pretty-do-it-yourself-denim-jacket-alteration-3

show-me-pretty-denim-jacket-do-it-yourself-details

(Ainda pensei aplicar renda também na parte de trás – apenas na zona superior – mas acabei por não o fazer).

Não foi muito fácil fotografar o processo, até porque, em alguns momentos, tive de desmanchar e voltar a fazer algumas vezes e, pelo meio, a “solução final” acabava por não ser fotografada. Por isso, para além de algumas imagens, fiz também um pequeno desenho onde identifiquei as zonas onde cosi. Desculpem-me o amadorismo da coisa, mas desenho livre em programas de edição de imagem não é mesmo o meu forte.

show-me-pretty-denim-jacket-alteration-1

show-me-pretty-do-it-yourself-denim-jacket-alteration-sew(Nota: nos bolsos superiores, a linha que está identificada como tenho sido cosido à mão corresponde ao interior do bolso, junto à abertura do mesmo, imediatamente acima do botão).

Caso queiram ver mais alterações a peças de roupa, aqui podem encontrar a alteração que fiz a uma blusa branca.

DIY Clothing Alteration | Denim Jacket

show-me-pretty-do-it-yourself-denim-jacket

Passados meses, finalmente reuni a coragem necessária para me sentar em frente à máquina de costura e levar esta transformação avante. Não estou completamente segura de que vá ficar satisfeita com o resultado; muito provavelmente resultará em renda a mais para o meu gosto (atendendo a que se trata de um blusão de ganga). Seja como for, venha ou não a gostar, prometo partilhar o resultado. E se não gostar, quem sabe não me ajudam a encontrar outra solução? ;)

(A imagem que acompanha este post pode ser encontrada no Instagram do Show me Pretty. Se tiverem um smartphone com a aplicação e se quiserem juntar a mim por lá, procurem por show_me_pretty)

{ DIY Inspiration } ACTUALIZAÇÃO DO GUARDA-ROUPA: BLUSÃO DE GANGA // UPDATING THE WARDROBE: DENIM JACKET

Já lá vai algum tempo desde o último projecto DIY e se, por um lado, começo a sentir falta de meter a mão na massa, por outro percebo que fui deixando algumas pontas soltas aqui e ali no que a este assunto diz respeito. E a maior dessas pontas tem que ver com o meu projecto de modernização/actualização do guarda-roupa que começou (e acabou) com a renovação de uma blusa branca.

Olhando agora para as peças que pensei personalizar, e ainda que o verão teime em não querer chegar, já não apetece pensar em roupas muito quentes e materiais pesados e escuros, pelo que apenas sobra o blusão de ganga.

A questão com o blusão é esta: no dia em que decidi começar a transformá-lo apercebi-me que ele estava cheio de pequenos salpicos. Lavei-o, não saíram. E não vale a pena maçar-vos com pormenores, basta dizer-vos que tive uma ideia infeliz que envolveu lixívia. Livrei-me dos salpicos, mas passei a ter manchas esbranquiçadas. Uma maravilha! Quer isto dizer que a solução terá de passar por algo que as esconda. E hoje foi dia de procurar inspiração.

show-me-pretty-diy-denim-jacket-inspiration

Vamos ver no que isto dá!

{ DIY Tips } Actualização do guarda-roupa: Blusa branca // Updating the wardrobe: White shirt

(scroll down for english version)

Como vos tinha dito ontem, decidi começar o meu pequeno projecto de renovação de algumas peças do meu guarda roupa por uma blusa branca. Em jeito de analepse – e antes de irmos ao que realmente interessa – relembro a blusa em causa e também a inspiração para a alteração:

show-me-pretty-inspiracao-blusa-brancaE agora sim, a mesma blusa, depois da alteração (mais abaixo encontram fotografias de alguns pormenores):

show-me-pretty-transformacao-blusa-branca-diyFiquei bastante contente com o resultado. estava com algum receio de coser a fita de renda à máquina porque é bastante frágil e podia facilmente “fugir” ou enrolar-se mas cosi tudo muito calmamente e correu sem precalços.

Se quiserem experimentar algo semelhante aí por casa, aqui ficam os HOW TOs do costume.

show-me-pretty-customizar-blusa-branca-diy

E que tal vos parece? :)

As I’ve told you yesterday, I finally decided to start working with some pieces of clothing I picked from my wardrobe, starting with my white shirt.
The first photo is just a little reminder of how it looked before and where I found the inspiration. And if you want to try something similar, as usual, I photographed the entire process.
I was a little concerned with using the sewing machine to sew the lace ribbon because it’s very delicate, but I was very careful and everything went well in the end.

Isn’t it amazing how a small alteration like this can be enough to make you feel like you have a brand new shirt? What do you think? :)

{ DIY Tips } Início da operação ‘actualização do guarda-roupa’ // Starting the operation ‘updating the wardrobe’

(scroll down for english version)

Como já disse há uns dias atrás (aqui) consegui, finalmente, vencer a procrastinação e seleccionei meia dúzia de peças de roupa com o objectivo de as modernizar ou, simplesmente, de lhes acrescentar pormenores que as tornem mais especiais. E hoje chegou o dia de pôr mãos à obra!

show-me-pretty-diy-customizar-roupa-blusa-branca

Decidi começar pela pela blusa branca porque, embora já tenha algumas noções do que quero fazer com todas as peças, neste caso já tenho uma ideia concreta.

A inspiração do que pretendo fazer veio-me de uma blusa da Malene Birger, que tinha visto a Maria Guedes usar há algum tempo atrás. Esta blusa:

Alvildas silk shirt Malene Birger(cliquem na imagem, porque esta redirecciona para a loja online onde a podem ver melhor, de vários ângulos).

Amanhã espero trazer-vos o ‘depois’, visto que o ‘antes’ já conhecem. Até lá? :)

As i said a few days ago (in here), i finally managed to overcome my own laziness and picked some pieces of clothing with the purpose of making them look a bit more interesting. And today is the day to finally start working!

I decided to start with the white shirt because, even though i already have some thoughts about what i want to do with all the pieces of clothing, in this case I know exactly what I want to do with it.

My inspiration came from this beautiful Malene Birger silk shirt, that I’ve seen a few months ago being worn by Maria Guedes (one of the most well known portuguese fashion bloggers).

Tomorrow I’ll be back to show you the makeover. See you then? :)

O meu novo colar // My new necklace

(scroll down for english version)

show-me-pretty-handmade-statement-necklace

Numa pausa entre a arrumação dos tecidos e a arrumação das lãs (tenho tudo espalhado por todo o lado e, como já partilhei convosco, umas das minhas grandes resoluções para este ano é organizar-me), fiz um colar. Olhem só que bem que fica sobre a Golden Gate bridge.

show-me-prettty-statement-necklace-handmade

(PS – Ando meio esquizofrénica com esta coisa de escrever ou não escrever também em inglês, o que na realidade representa uma batalha entre o que gostaria mesmo de fazer e o que consigo/tenho tempo para fazer. Oh well, eventualmente hei-de chegar a uma conclusão definitiva. Ou não.)

While on a break between organizing the fabrics and the wool that I currently have all over the apartment, I’ve made this necklace. Doesn’t it look great standing there, above the Golden Gate bridge?

(I’ve been going back and forth on the question “to write or not to write both in portuguese and in english” for awhile. The truth is that i really want to do it but i’m afraid i can’t/won’t have the time and end up posting nothing at all. It happened in the past, and that’s the reason why i stopped writing in english. Eventually, I’ll end up making (and sticking to) a decision. Or maybe not.)

 

{ DIY Tips } Actualizar o guarda-roupa // Updating your wardrobe

(scroll down for english version)

Como já referi por alto aqui, aqui, e algures por aqui, ando há algum tempo a lançar olhares (que oscilam entre o ligeiramente-ameaçador, o tenho-de-começar-mas-agora-não-me-apetece e o preciso-mesmo-de-dar-uma-volta-a-isto) a meia dúzia de coisas que tenho no guarda-roupa.

Mas o facto incontornável é este: a preguiça falou sempre mais alto. Só que isto de ter um blog tem a grande vantagem de me levar a comprometer com determinadas coisas e sendo eu uma rapariga que faz questão de honrar os seus compromissos eis-me aqui, prestes a iniciar e a partilhar convosco a “Operação Modernização (se tu tudo correr bem)”.

show_me_pretty_customizar_roupaA ideia, como facil e rapidamente se concluirá, está longe de ser revolucionária. Mas nós também não estamos aqui para competir com os senhores que inventaram o fogo e a roda e a electricidade e a medicina moderna e a internet (e, e, e,…), certo? Até porque, mais do que ter a pretensão de partilhar ideias bombásticas, a minha intenção é partilhar projectos simples e, principalmente, espicaçar-vos (sim, sim, a vocês!) para que metam as mãos na massa (porque, além de potencialmente terapêutico, é divertido e giro e estimulante a vários níveis).

Por tudo isto, o objectivo é pegar nestas peças (e talvez em mais umas quantas, se entretanto descobrir que se calhar devia era ter sido costureira, ou designer de moda, que é mais fino), e fazer-lhes pequenas alterações que lhes dêem um ar renovado. Não vou complicar/ inventar muito até porque, em primeiro lugar, isto é uma experiência e se alguma coisa correr mal não ficarei muito feliz por ver nenhuma destas peças estragadas (principalmente o vestido, que antes de ser meu foi da minha mãe). Além disso, é minha intenção que todas as alterações que fizer possam ser desfeitas futuramente porque estas peças são todas básicas e intemporais e não seria inteligente retirar-lhes estas características (até porque – nunca é de mais lembrar-me! – alguma coisa pode não correr bem). Ainda não sei por onde vou começar, mas em breve descobrirão. See ya ;)

Every now and then, I find myself looking at some of my clothes and realizing that even though i still like them and i can’t find a logical reason not to wear them, they always get left behind when it comes to putting an outfit together.
They all have some sort of timeless classical vibe but there’s something missing, you know? So I decided to initiate the operation ‘updating the wardrobe (if everything goes according to plan)’: I selected some pieces of clothing and i will make some small, simple improvements (hopefully!), inspired by fashion trends, things I find online, etc, and share the process/results with you.
I won’t be doing any drastic alterations because I don’t want to completely change these garments (and also because my design and sewing skills are still relatively underdeveloped and i don’t want to destroy them!).
I still don’t know which one I’ll pick first, but you will find out soon- See ya :)

{ Dicas DIY } Brincos para orelhas sensíveis

Não há mulher que não goste de acessórios, é ou não é verdade? E eu não sou excepção, como já antes o disse por aqui. Os brincos estão entre os meus acessórios favoritos, especialmente no inverno, em que raramente uso pulseiras e muitas vezes não uso colares (quando uso cachecóis ou camisolas com golas altas/largas), e por esta razão sinto que posso arriscar usar uns brincos mais “arrojados”. No entanto, as minhas muy estimadas orelhas nunca partilharam deste meu gosto e fazem questão de o lembrar sempre que decido sair de casa com brincos. O que significa, basicamente, que nunca chego ao fim do dia com eles postos, tal é o rol de inflamações várias que se apoderam das ditas. Acho que sempre foi assim e nos últimos anos tem vindo a piorar. Tenho orelhas de rica (de ouro para cima as sonsas já não se queixam) mas falta-me a carteira a condizer, por isso há dias decidi improvisar: escolhi meia dúzia de pares que para aqui tenho e resolvi alterá-los por forma a conseguir usá-los.

Ora logo agora que os brincos statement estão na moda eu lá ia deixar passar a oportunidade de adquirir novos pares? Era o que faltava!

Por isso, se sofrem do mesmo mal que eu, não deixam que as vossas orelhas vos vençam e tomem nota da dica: eliminem os ganchos de enfiar na orelha e substituam-nos por molas. Só precisam disto aqui em baixo e de um bocadinho de imaginação porque, em alguns casos, pode ser necessário acrescentar mais qualquer coisa para cobrir a parte metálica das molas. Mas não se preocupem se acharem que não conseguem, uma cola boa e meia dúzia de missangas podem ser o que basta para o efeito.

Em menos de 5 minutos ficam com brincos renovados e livram-se das alergias de uma vez por todas (e a parte feia da mola fica na parte de trás da orelha, por isso ninguém vai notar a diferença). Agora a parte difícil vai ser controlarem-se na aquisição de novos pares!

{ DIY | Acessórios } Como fazer uma clutch a partir de um individual

Numa das minhas inúmeras visitas aos senhores suecos (de quem gosto muito, como toda a gente sabe) que têm casa ali para os lados de Alfragide e de Loures (IKEA, para os mais distraídos) trouxe comigo um destes individuais. Não que estivesse a precisar de renovar o stock de têxteis de cozinha cá de casa mas porque me pareceu ter potencial para ser transformado em qualquer-coisa.

Andou por aqui uma série de tempo (não quero exagerar mas desconfio que o comprei há cerca de 2 anos), foi passando de gaveta em gaveta, de armário em armário e de cada vez que olhava para ele pensava ‘Não, ainda não é desta, amigo!’ e lá continuava ele, sozinho, encostado ao fundo de uma qualquer prateleira. Até ao dia em que, enquanto tentava meter alguma ordem à gaveta onde guardo uma série de acessórios, descobri um cinto de qualidade duvidável (daqueles que vêm às vezes com calças/vestidos, estão a ver o género?) e quando estava quase a metê-lo no lixo lembrei-me do pobre do individual. E foi assim que nasceu uma clutch.

Esta clutch. Que não só tem uma cor completamente actual (e uma das minhas favoritas) como tem a vantagem (atendendo ao dilúvio que cai lá fora) de ser impermeável. Vamos ao how to? Vamos a isto!

Dobrar aquilo que será a base (1) e a aba (2) da clutch, para efeitos de marcação, e prender com a ajuda de molas. Colocar o cinto no local onde deverá ser colado (3), envolvendo todo o individual. Prender o cinto, para não sair do sitio (4). Desdobrar o individual (5) com cuidado para que o cinto não se solte e colá-lo com cola quente ao longo de todo o comprimento (6). Consoante o tamanho do individual e do cinto poderá ser necessário fazer furos neste para que possa prender no local adequado. Quando o cinto estiver totalmente colado, simular fechar a clutch para perceber se é necessário ou não (7). Com a ajuda da máquina de costura (ou à mão, caso não tenham) coser as partes laterais da mala.

PS – Sugiro que, durante o processo, se façam acompanhar da voz desta senhora.

{ DIY | Acessórios } Como transformar uma velha t-shirt num colar

Não sei o que se passa com o tempo neste país. Há dias, quando me despedia da minha irmã (que vive actualmente em Londres) enquanto sacudia a chuva do casaco de penas à entrada da estação de King’s Cross dizia-lhe, em jeito de pirraça, que dali por umas horas estaria alegremente de t-shirt, nos trópicos. Mal sabia que ia aterrar numa Lisboa peganhenta e abafada, com os níveis de humidade nos píncaros. Talvez por isso, e porque continuo contrariada com o fim do Verão, ainda não consigo sequer pensar em cores escuras, daquelas que tipicamente habitam nos nossos roupeiros durante o Outono e o Inverno. E mesmo que não fosse este o caso, a verdade é que gosto de contrariar os dias cinzentos com apontamentos de cor. O Verão acabou-se, mas não temos necessariamente de ficar cinzentões da cabeça aos pés, certo? Certo!

E foi com esta ideia em mente que me pus a olhar de soslaio para uma t-shirt velha com dois ou três buraquinhos irritantes, daqueles que tendem a aparecer-me sempre, mais ou menos no mesmo sítio, em t-shirts de algodão (é só a mim que isto acontece?!), que andava por aqui em vias de se transformar em pano para limpar o pó. É um facto que já não a vestia, mas este fim trágico não me convencia. E foi assim que a triste e velha  t-shirt renasceu, transformando-se num alegre colar.

Como os brilhos que marcaram as tendências em jóias/bijuteria durante o Verão parecem ter vindo para ficar, juntei-lhe alguns fios de missangas brilhantes, para um resultado mais actual.

E agora, tratem de ir vasculhar o fundo das gavetas aí de casa e mãos à obra!

Material necessário:

Instruções:

Desmanchar a t-shirt (1) e eliminar todas as costuras (2), excluindo as partes mais curtas da t-shirt (como as mangas). Cortar tiras com aproximadamente 1cm de largura ao longo do lado mais comprido do tecido (3) até que este se acabe (4). Esticar, uma a uma, as tiras de tecido anteriormente cortadas (5). Não é necessário fazer muita força, apenas a suficiente para que as tiras fiquem com um aspecto tubular (6). Excluir as tiras com maiores imperfeições e com tamanho muito superior/inferior à média e seleccionar duas tiras que deverão ser cozidas uma à outra pela extremidade (o objectivo é ter uma tira com cerca do dobro do tamanho das restantes, que servirá para atar o colar ao pescoço). Cortar o fio de missangas por forma a ter vários fios com tamanho semelhante aos de tecido. Pôr de parte duas tiras de tecido para atar as extremidades (7). Juntar os fios de tecido e de missangas ao fio de maior comprimento (que deverá ficar no meio dos outros, com tecido suficiente para fora, para permitir atar ao pescoço) e prender com um elástico para facilitar o processo (8). Usar uma das duas tiras que foram postas de parte para atar os fios de tecido e missangas (9, 10). Fazer o mesmo na outra extremidade (11) e cortar as pontas para que fiquem uniformes, tendo o cuidado de não cortar a tira maior (12, 13). Fazer o mesmo na outra extremidade (14, 15, 16, 17). Acertar o comprimento das tiras que servirão para atar o colar (18).

PS – E para animar ainda mais os dias, o novo álbum destes rapazes que eu tanto estimo já toca insistentemente por aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...