DIY Home / kitchen roll holder

Quem tem cozinhas pequenas sabe bem o quão importante é ter o máximo de superfícies horizontais livres possível. É este o meu caso. Entre torradeira, bimby, tostadeira, uma micro-televisão (que só é micro no tamanho do ecrã, porque é uma televisão antiquíssima, quadradona, daquelas que já ninguém tem) e recipientes vários com massas, utensílios, temperos e afins, não sobra espaço para rigorosamente nada. E foi por isso que no dia em que o suporte que tinha para o papel de cozinha se partiu decidi que tinha de arranjar uma solução que não implicasse ocupar ainda mais espaço.

show-me-pretty-diy-rolo-cozinha-cabide

Experimentei várias coisas até chegar à solução final e hoje partilho-a convosco. Porque toda a gente tem em casa “cabides de lavandaria” (como lhes chamo) e eles são péssimos para pendurar a maioria das nossas peças de roupa, por que não dar-lhes outra utilidade? Ficam giros mesmo sem serem pintados. Optei por usar tinta preta porque tinha mais a ver com a minha cozinha e também porque achei que assim os valorizava um bocadinho mais, sobretudo pelo acabamento mate, o meu preferido na maioria das situações.  Simples e prático :)

show-me-pretty-diy-rolo-cozinha-1

 

Those who have small kitchens know how important it is to properly manage the space available.
I am one of those people. And i’m always struggling to clear the counters but even though I just have a few appliances I always looking for that extra inch of counter space.
That’s why when I broke my kitchen roll holder I decided that I had to find some sort of vertical solution for it. And after trying several things, I came up with this solution with a wire handler. Simple and practical, as I like :)

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

Diy Home / drawer pulls

Há já algum tempo que precisava de comprar um móvel pequeno para arrumar uma série de coisas que nunca tiveram propriamente um lugar certo para estar, e que fazem maioritariamente parte do universo “lavandaria e engomadoria” (universo esse com que sempre tive uma espécie de relação amor-ódio porque gosto muito de ter tudo limpo e engomado, mas é o género de coisa em que tenho muita dificuldade em organizar-me).
Finalmente, há uns dias atrás, encontrei um que conjuga na perfeição os meus requisitos mínimos (leia-se simples, pequeno e barato). Mas como eu acho que mesmo um móvel que vai ficar meio escondido e que vai servir para arrumar cabides, molas e outras coisas que tais pode ser divertido, decidi dar-lhe um toque pessoal (igualmente simples, pequeno e barato). Tão simples quanto forrar os puxadores com washi tape.

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape1

Vantagem da washi tape (ou porque optei, por exemplo, por não pintar os puxadores) : simples e rápido de aplicar; simples e rápido de retirar, se me fartar.

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape

 

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape2

show-me-pretty-diy-ikea-drawer-pulls-washi-tape3

 

(O móvel é o modelo RAST, da Ikea).

 

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

TRY2DIY: 6 do it yourself projects you really want to try

show-me-pretty-try-2-diy-2Hoje, um TRY2DIY especial dedicado a projectos com washi tape:

1. Lively nightlight, by HGTV
2. Mobile phone cover, by myself ;)
3. Wall art, by BoligLiv
4. Washi tape table, by Bestof2sisters
5. Washi tape car track, by Le Jardin de Juliette
6. Washi tape wooden jewellery, by Greedy for Colour

 

Instagram / Facebook / Pinterest

DIY Clothing Alteration | Denim Jacket

show-me-pretty-do-it-yourself-denim-jacket

Passados meses, finalmente reuni a coragem necessária para me sentar em frente à máquina de costura e levar esta transformação avante. Não estou completamente segura de que vá ficar satisfeita com o resultado; muito provavelmente resultará em renda a mais para o meu gosto (atendendo a que se trata de um blusão de ganga). Seja como for, venha ou não a gostar, prometo partilhar o resultado. E se não gostar, quem sabe não me ajudam a encontrar outra solução? ;)

(A imagem que acompanha este post pode ser encontrada no Instagram do Show me Pretty. Se tiverem um smartphone com a aplicação e se quiserem juntar a mim por lá, procurem por show_me_pretty)

Do it yourself Christmas Gifts / Natal DIY

À semelhança do que aconteceu o ano passado, também neste último Natal os presentes foram do it yourself. Sendo que yourself, neste caso (como no anterior), remete para a minha mãe. E o que hoje quero mostrar são os presentes que as meninas da família receberam: bolsas fofinhas e absolutamente perfeitas, a ponto de se duvidar que foram mesmo feitas à mão. Mas foram. From scratch, literalmente. Ora vejam se não tenho razão, e se a minha mãe não tem mesmo mãos de fada.

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-1

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-2

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-4

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-14

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-7

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-8

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-15

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-10

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-11

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-12

show-me-pretty-do-it-yourself-christmas-13

(Os tecidos foram quase todos comprados na At Home Hobby)

DIY / Vaso forrado a tecido

A ideia inicial era fazer dois ou três frascos iguais a estes, para encher de canetas e lápis e marcadores e coisas que tais. Mas, num exercício de pseudo-minimalismo (acrescento-lhe o pseudo porque eu sou uma pessoa de objectos, de apegos emocionais a coisas, por isso estou longe de ser minimalista), fui obrigada a admitir que, neste momento, não preciso de mais organização para canetas. A que tenho é mais do que suficiente e, quando deixar de ser, isso só pode significar que tenho canetas a mais (que tenho) e não organização a menos.

Mas como o apelo do DIY foi mais forte do que o meu esforço pseudo-minimalista, e eu tenho uma espécie de incapacidade crónica de seguir uma receita até ao fim sem inventar qualquer coisa pelo meio (válido para a culinária e para o DIY) optei por aplicar a técnica a um copo de uma vela Tindra do Ikea (tenho sempre velas destas em casa – muito úteis quando se tem uma casa pequena e os cheiros da cozinha tendem a escapar para fora dela – e fico sempre com os copos, que dão belas jarras, vasos e taças para sobremesas).  E assim nasceu o novo vaso de um dos meus cactos.

show-me-pretty-lined-pot-plant-4Confesso que não adorei o resultado, mas penso que isso tem muito a ver com o tecido que escolhi. Um tecido mais colorido e com um padrão menos geométrico/óbvio ou mais “preenchido” (como os do projecto original) teria, seguramente, resultado melhor. Este tecido, sendo bonito (não me canso dele no quadro que bordei há uns tempos), acaba por ficar aqui com um aspecto ligeiramente deslavado e torna demasiado óbvias as tiras de tecido.

Se quiserem reproduzir o DIY sugiro-vos também que não diluam tanto a cola como é sugerido no tutorial. Diferentes marcas de cola levarão, seguramente, a resultados diferentes, mas senti que com um pouco menos de água o resultado final teria sido melhor.

Seja como for, valeu pela experiência. E hei-de voltar a experimentá-lo com um tecido mais “animado”!

{ DIY } Estojo

Depois de uma série de peripécias em torno da construção do meu pequeno estojo (que incluíram, por exemplo, agulhas da máquina de costura partidas), finalmente consegui fazê-lo e posso partilhá-lo convosco.

show-me-pretty-diy-tutorial-pencial-case

Depois de analisar uma série de tutoriais (alguns dos quais partilhei convosco neste post), percebi que teria sempre de simplificar qualquer modelo que optasse por fazer. Queria apenas um pequeno estojo para guardar as 3 ou 4 canetas/lápis que trago sempre comigo. Simplicidade e facilidade de execução eram pontos essenciais. Ainda assim não resisti a “complicar” ligeiramente a execução das costuras, porque também não queria que o resultado final ficasse muito trapalhão e com aspecto inacabado.

Mas vamos aos HOW TOs? (Confesso que já tinha saudades de fazer esta pergunta!)

show-me-pretty-diy-pencil-case

Como este é um tutorial ligeiramente mais complexo que os anteriores e as imagens podem não ser suficientemente explicativas, deixo-vos também um pequeno descritivo (e se tiverem alguma questão adicional, deixem-na nos comentários ou enviem um email para rita@showmepretty.com):

– cortar dois rectângulos de tecido de igual tamanho, alguns centímetros maiores do que o fecho (1)
– colocar o fecho sobre um deles (como se mostra na imagem 2), prendê-lo bem com alfinetes (3) e coser à máquina (4). A costura deve ficar próxima dos dentes dos fecho, mas não demasiado próxima para que ele consiga correr sem dificuldade. Antes de o colocar na máquina, devem abrir o fecho até meio (porque a “pega” do fecho – não sei se isto tem um nome técnico? – impede a passagem do pé da máquina). Cosam até chegar próximo dela e, com a agulha para baixo (a prender o tecido/fecho) levantem o pé calcador da máquina e, cuidadosamente, fechem o fecho. Desta forma conseguirão terminar de o coser. Podem não conseguir fechar o fecho à primeira tentativa, mas com cuidado e alguma paciência acabam por conseguir. O resultado final é o que se mostra nas fotografias nº 5 (frente) e 6 (verso)
– repitam o processo com a outra tira de tecido (imagens 7, 8 e 9)
– com o fecho cosido às duas tiras de tecido, dobrem-no como se mostra na figura 10 e prendam-no com um alfinete (como usei um tecido laminado, mais difícil de manusear, tive de usar vários alfinetes para garantir que ficava no sítio). Tenham o cuidado de deixar o fecho meio aberto antes de passar ao passo seguinte
– cosam tudo à volta, nas partes laterais e no fundo, de forma a que a costura das laterais fique bem próxima das duas extremidades do fecho (11) e cortem o excesso de tecido, deixando uma margem de cerca de 1cm (12)
– virem o estojo do avesso, com cuidado, e voltem a coser tudo à volta, cerca de 1 cm mais para dentro do que a costura anterior, que fizeram do lado direito (13). Quando voltarem a virar o estojo do lado direito, as costuras ficarão com o aspecto que se mostra na figura 14.
– et voilá, estojo terminado! :)

(O tecido que usei foi comprado na At Home Hobby. Já o comprei há mais de um ano, mas é possível que ainda tenham. E se não tiverem, têm muitos outros, lindos de morrer, por isso sugiro-vos um passeio até lá!)

Porta-cartões DIY // DIY Plastic card holder

(scroll down for english)

Para quem me lê há mais de um mês, o projecto que hoje partilho não será propriamente uma novidade. Fi-lo há algum tempo, a propósito de um guest post que escrevi para o belíssimo blog da Allisa Jacobs, o Quiltish (toca a ir espreitar se ainda não conhecem!). Mas como todos os dias há alguém que se junta a nós na página de Facebook do Show me Pretty, e como já passou algum tempo desde a publicação no Quiltish, decidi publicá-lo hoje aqui, para quem não teve oportunidade de o ver.

show-me-pretty-diy-plastic-card-holder

Trata-se de um projecto muito simples, rápido e fácil de executar, e que não exige nenhum material que não possam facilmente ter em casa. Além disso é especialmente útil para quem, como eu, acumula cartões de fidelização de tudo o que são lojas e, simultaneamente, não gosta de andar com carteiras muito pesadas e cheias de tralha, mas também não gosta de perceber que não tem os ditos cartões consigo quando precisa deles.

show-me-pretty-diy-plastic-card-holder-how-to

Por isso mesmo, este porta-cartões (que anda comigo desde o dia em que o fiz!) tem dado imenso jeito, é super leve, e continua impecável. A única coisa que daqui a uns tempos deve precisar de substituição é a washi tape, que com o uso vai-se desgastando. Fora isso, digo-vos sinceramente, bendita a hora em que me lembrei disto!

Do you know those moments when you just don’t feel like carrying around a big heavy tote filled with things you don’t need (but carry around anyway, just in case)? I have to admit that I have always been a fan of huge bags and wallets. But lately I started to realize that there’s this feeling of freedom attached to carrying just a few things with me: the few ones that I truly need and nothing else. So, besides getting rid of some things, I also designed this very simple and easy to make card holder and gave my old heavy wallet a rest.

(This project was developed by me for a guest post I wrote for Quiltish, the beautiful Allisa Jacobs’ blog, that you absolutely must see!)

{ DIY home } Studded mousepad // Tapete de rato com tachas

(scroll down for english)

Ando há imenso tempo a pensar fazer um tapete para o rato. Tenho dois ou três aqui por casa, que vou trocando à medida que a superfície vai ficando menos lisa, mas há uns dias, quando ia trocar o que estava a usar e percebi que nenhum deles assentava de forma perfeita sobre a secretária, percebi também que era tempo de meter mãos à obra.

show-me-pretty-studded-mousepad

Já tinha feito uma pesquisa há uns tempos e tinha ficado com este debaixo de olho, mas a verdade é que não me apetecia gastar muito dinheiro e perder muito tempo com isto. Mas o resultado, claro, tinha de me encher as medidas. A ideia surgiu-me quando andava à procura de PVC transparente e, ao atravessar a secção de cozinha de uma loja de decoração, esbarrei com uma série de bases para tachos feitas de cortiça. Nesse instante soube exactamente o que queria fazer, e agora vocês também sabem, e também o podem fazer :)

show-me-pretty-diy-studded-mousepad

I’ve been thinking about doing a mousepad for a while now. I have a few at home and all of them have endless hours of mouse work on their shoulders (or at least they would if they had shoulders!), which means none of them is in a very good shape (literally). A few days ago, when I was about to substitute the one I was using for another one, I finally realized it was time for some diy.

I had already made some research and I absolutely loved this suede and golf leaf polka dot mousepad, by Lovely IndeedBut the truth is that I didn’t want to spend much money and time on this, even though I would have to make something that would make me feel happy. So, i’ve come up with this idea while I was searching for some transparent PVC, and crossed the kitchen department of this home decoration store and found myself in front of a set of cork trivets. From that moment I knew what I wanted to do, and now you do to, and you can also do it  :)

{ DIY Tips } Bandolete renovada // Headband makeover

(scroll down for english version)

No meio da minha interminável saga de arrumação/organização, de que já falei aqui várias vezes (aqui, por exemplo) encontrei uma bandolete partida numa das extremidades. Estava quase a metê-la no lixo quando me lembrei de uns autocolantes brilhantes que tinha comprado há uns tempos e, por isso, meti-a de parte até hoje, dia em que decidi dar-lhe uma nova vida. Parti a outra extremidade de modo a ficar simétrica, fui buscar os brilhantes, feltro para proteger a parte de trás das orelhas das pontas “afiadas” e saiu isto!

show-me-pretty-diy-headbandVamos ao antes, ao depois e ao ‘durante’? Aqui vai disto:

show-me-pretty-diy-headband-how-toIn the middle of my never-ending saga of organization and tidiness, I found one black headband. Since it was broken in one of the edges my first thought was, obviously, to throw it away. But then i remembered of this plastic rhinestone trimming I bought some time ago which gave me an idea, and so i decided to keep the headband. And today I finally decided to put my little idea into action and this was the outcome!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...