Flores do Alentejo para Lisboa / Flowers from Alentejo to Lisbon

show-me-pretty-flores-do-alentejo-para-lisboa-8

Muda a estação, mudam as flores, mudam as cores do meu jardim alentejano, logo as cores que enchem as jarras da casa em Lisboa.
A última vez que fui ao alentejo o jardim estava quase completamente despido, à excepção destas flores-tipo-arbusto que se empoleiram persistentemente num dos muros da casa.

show-me-pretty-flores-do-alentejo-para-lisboa-2

Comigo trouxe um ramo pequenino. Suficiente para dar cor à casa mas não demasiado imponente, porque este tipo de flores nasceu para estar num jardim, não numa jarra (a prova é que não aguentam tempo nenhum e lá, no sítio onde pertencem, aguentam meses a fio).

show-me-pretty-flores-do-alentejo-para-lisboa-3
show-me-pretty-flores-do-alentejo-para-lisboa-1

Instagram / Facebook / Pinterest

Pretty Things

show-me-pretty-pretty-things-buttelfly-1

 

Esta fotografia tem um ano.
Encontrei-na enquanto procurava por umas fotografias que tirei há vários outonos atrás e que queria partilhar convosco hoje. Tendo ela também sido tirada no outono  (a 27 de outubro de 2013, para ser mais exacta), achei que representava ainda melhor o que gostava que este outono fosse para mim. Estação de metamorfoses e de renovação.
Ainda bem que a encontrei.

This photograph was taken one year ago.
I found it while i was looking for some photos I took a few autumns ago and that i wanted to share with you today. Since i also took it during autumn (october 28th, 2013 to be more exact) I thought it represents even better how i would like this fall to be. A season of metamorphosis and renewal.
I am so glad I found it.

Instagram / Facebook / Pinterest

Pretty places to visit: Columbia Road Flower Market, London, UK

show-me-pretty-columbia-road-flower-market-london-uk

Columbia road flower market.

O nome diz quase tudo. Quase. Porque por muito que consigamos imaginar um mercado que venda flores, dificilmente conseguimos ver-lhe as cores, as formas e os cheiros como quando se está lá de verdade.
Situado na zona este de Londres, é um ponto de passagem obrigatório para quem morre de amores por flores (eu! eu! eu!). Recomenda-se aos claustrofóbicos (e aos agorafóbicos, e se calhar também aos muito alérgicos) que respirem fundo várias vezes antes de começarem a percorrer a rua, já de si estreita, e ainda mais quando cheia de flores e de pessoas que se amontoam para ver, comprar e fotografar flores de todas as cores e feitios (se forem cedo talvez consigam fugir à hora de ponta ;)).

Como chegar: Londres tem uma óptima rede de transportes e as opções são várias e podem ser consultadas aqui (eu fui de autocarro, o meu meio de transporte favorito em Londres).

Instagram / Facebook / Pinterest

Pretty things

show-me-pretty-pretty-things-flowers-7 show-me-pretty-pretty-things-flowers-1 show-me-pretty-pretty-things-flowers-2 show-me-pretty-pretty-things-flowers-8 show-me-pretty-pretty-things-flowers-3 show-me-pretty-pretty-things-flowers-4 show-me-pretty-pretty-things-flowers-5 show-me-pretty-pretty-things-flowers-6

Ir ao Alentejo implica sempre cumprir alguns rituais. Respirar fundo quando se chega, para aquele ar nos entrar até ao mais recôndito canto dos pulmões. Visitar as avós. Cravar aquele cozinhado à mãe. Arrancar um abraço apertado ao JH (o vizinho mais querido de todos os tempos). Adormecer no sofá (à tarde ou à noite; ou à tarde e à noite). E passar horas no jardim a fotografar flores. Mais do que ter qualquer espécie de pretensão artística (convenhamos, são fotografias básicas de flores num jardim!), faço-o como quem medita. Como quem se esvazia de tudo e simplesmente está. Porque quando estou ali, com a minha câmara, somos só nós e as flores. Ou são só as flores, já que eu só as observo. E não há momento de maior tranquilidade do que aquele em que nos permitimos a não existir para além da constatação da beleza do que temos à nossa volta.

Going to Alentejo always involves some rituals. Taking a deep breathe when we arrive (there’s nothing like that air). Visiting my grandparents. Asking my mother to cook that dish I keep missing (and no one does it like her). Giving the biggest hug in the world to JH (the sweetest neighbor ever). Fell asleep in the couch (in the afternoon or by night; or in the afternoon and by night). And spending hours in the garden photographing flowers.
For me photographing flowers is like meditating. Because while I’m there with my camera, it’s like if I only exist because I’m doing what I’m doing. All the problems and all the thoughts that worry me somehow stop existing. Because there is no moment of greater tranquility than the one in which we allow ourselves not to exist beyond the beauty of what surrounds us.

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

Batata Doce / Sweet Potatoes

show-me-pretty-batata-doce-4

Que a batata doce é um alimento cheio de coisas que fazem bem à saúde, penso que será do conhecimento da maior parte das pessoas. O que talvez menos pessoas saibam é que ela também se transforma numa linda planta, e nem sequer precisa de terra para florescer (confesso que, para mim, é uma descoberta recente).

show-me-pretty-batata-doce-3

Comprei estas há algum tempo atrás e, sem saber bem como, esqueci-me completamente que as tinha comprado e quando dei por elas estavam completamente greladas. A minha mãe, que tinha vindo cá por essa altura, espetou-lhes 3 palitos, meteu-as numa taça com água e, duas semanas depois, estão assim. Só precisam de luz solar e muita água (quase todos os dias ponho um bocadinho no vaso) e crescem que se fartam. De tal forma que desconfio que em breve vou ter de as passar para um recipiente maior porque as raízes já enchem completamente este.

show-me-pretty-batata-doce-2 show-me-pretty-batata-doce-1

show-me-pretty-batata-doce-5

I believe most people know that sweet potatoes are a very healthy food. What most people might not be aware of is the fact that the potato itself can turn into a beautiful plant. And it doesn’t even need soil to do so. Just put 2 or 3 little sticks on the bottom of each potato and them put it on a recipient filled with water (you will need to refill it often) in a place where it can get sunlight and that’s pretty much it. These 3 you see in the photos are in the water for 2 weeks and just look how beautiful and big they are. So big that I think I will need to put them inside a bigger recipient because the roots are growing really fast.

Join me @ Instagram / Facebook / Pinterest

Flores do Alentejo para Lisboa // Flowers from Alentejo to Lisbon

Os limites do terreno onde está a minha casa no Alentejo podiam muito bem estar marcados com um muro, ou com uma rede. Mas o meu pai achou que deviam antes estar marcados com… rosas. Milhares delas! Pequeninas, cor de rosa, lindas.

show-me-pretty-flowers-from-alentejo

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-5

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-2Adoro a ideia de ter uma casa num terreno cercado por rosas e, desta vez, não resisti em calçar as galochas (ou não estivéssemos nós, aparentemente, no outono!), enfiar as luvas (porque os espinhos abundam, e nem assim me livrei de ficar com um pequenino enfiado num dedo – ainda bem que tenho uma mãe enfermeira que resolveu logo o assunto), e trazer um enorme ramo para casa.

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-6

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-11

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-8

Descontrolei-me um bocadinho na quantidade que trouxe (a minha mãe perguntava-me, a rir,  se estava a pensar ir vender para o mercado), mas é mesmo difícil resistir-lhes.

show-me-pretty-flowers-from-alentejo-7show-me-pretty-flowers-from-alentejo-10

E apesar do cinzento lá fora, a Primavera continua cá dentro.

show-me-pretty-flowers-from-alentejoXL

Flores do Alentejo para Lisboa // Flowers from Alentejo to Lisbon

(scroll down for english)

show-me-pretty-roses-from-alentejo5

Desta vez, trouxe comigo rosas. Um enorme ramo de rosas brancas e vermelhas, com apenas uma rosa cor-se-rosa lá pelo meio.

show-me-pretty-roses-from-alentejo3

show-me-pretty-roses-from-alentejo2

Estas flores estão longe de ser as minhas favoritas, mas não lhes resisto quando estão assim, completamente abertas e a fazer lembrar peónias e camélias.

show-me-pretty-roses-from-alentejo6

O lado menos bom de gostar delas assim é saber, à partida, que não vão aguentar-se muito tempo. (Aliás, tirei estas fotografias ontem e hoje elas estão ainda mais abertas e já com duas ou três pétalas caídas sobre o móvel.)

show-me-pretty-roses-from-alentejo4

Mas enquanto durarem enchem a sala de cor e de cheiro a Primavera.

show-me-pretty-roses-from-alentejo

This time I brought roses. A beautiful bunch of white and red roses, with just one single pink rose in the middle of it.
Roses are far from being my favourite flowers but I really like them when they look like these, in full bloom, remind me of peonies and camellias. The not so good side of this is knowing they won’t last very long, but you can’t have it all, right? I will most certainly enjoy them as long as possible.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...