Pretty places to visit: Columbia Road Flower Market, London, UK

show-me-pretty-columbia-road-flower-market-london-uk

Columbia road flower market.

O nome diz quase tudo. Quase. Porque por muito que consigamos imaginar um mercado que venda flores, dificilmente conseguimos ver-lhe as cores, as formas e os cheiros como quando se está lá de verdade.
Situado na zona este de Londres, é um ponto de passagem obrigatório para quem morre de amores por flores (eu! eu! eu!). Recomenda-se aos claustrofóbicos (e aos agorafóbicos, e se calhar também aos muito alérgicos) que respirem fundo várias vezes antes de começarem a percorrer a rua, já de si estreita, e ainda mais quando cheia de flores e de pessoas que se amontoam para ver, comprar e fotografar flores de todas as cores e feitios (se forem cedo talvez consigam fugir à hora de ponta ;)).

Como chegar: Londres tem uma óptima rede de transportes e as opções são várias e podem ser consultadas aqui (eu fui de autocarro, o meu meio de transporte favorito em Londres).

Instagram / Facebook / Pinterest

Fly me to the moon (or anywhere else)

(scroll down for english version)

No dia em que alguém muito próximo se prepara para voar até uma das cidades que mais espaço ocupa no meu coração (e para onde facilmente me deixaria levar, nem que tivesse de ir a puxar as malas a pé daqui até ao aeroporto), eu já só estava numa de me enfiar no primeiro avião que saísse de Lisboa hoje, sem grandes esquisitices ou exigências, apenas pelo gozo de ir.

Today, someone close to me is flying to one of my favorite cities in the world (one of those places where you could very very easily convince me to go to, even if I had to walk to the airport carrying my luggage all by myself). But the truth is that I would easily get into any plane today just for the fun of going somewhere different.

Portobello Market, London

(scroll down for english version)

Hoje (não sei se influenciada pelos dias cinzentos de chuva que têm estado) acordei a pensar em Londres e com vontade de me enfiar no próximo avião que sair da Portela com destino a terras britânicas.
Mas como não podemos fazer simplesmente o que nos dá na gana e satisfazer de imediato apetites deste género, recorri à next best thing que tinha à mão: o álbum de fotografias da minha última viagem lá.

Quando visito um local pela primeira vez a escolha dos locais a visitar recai sempre, em primeiro lugar, nos must sees turísticos da praxe. Acho que é assim com a maioria das pessoas, certo? Por isso é que, por norma, a minha segunda viagem a esses mesmos sítios (se houver oportunidade de a fazer) tende a ser melhor do que a primeira. Porque já não existe a preocupação da check list.

E se há sítio onde não me importava nada de regressar brevemente, com muita calma e tempo para fotografar tudo e mais alguma coisa (e, já agora, também para gastar algum dinheiro), é o Portobello Market em Notting Hill, um dos meus favoritos da cidade.

E ainda que o Portobello Market esteja incluído em qualquer roteiro turístico londrino que se preze, é um daqueles sítios que, para mim, já estão incluídos na segunda (e bem mais interessante) categoria de sítios a visitar: aqueles onde os locais se movimentam.

Porque embora esteja cheio de coisas claramente destinadas a turistas e estes representem uma percentagem significativa das pessoas que por ali circulam, a verdade é que também existem por ali muitos locais a venderem os seus produtos e, igualmente, muitos locais a comprá-los.

E é mesmo giro andar por ali calmamente a observar as coisas e as pessoas, a tentar perceber-lhes os hábitos e os gostos e a adivinhar quem conhece quem e a diferenciar os clientes regulares dos outros.

E, claro, mais giro ainda é poder fazê-lo com a máquina fotográfica em punho, a registar imagens de coisas, pessoas, cheiros, cores e emoções que dificilmente se conseguirão traduzir por palavras.

Today I woke up thinking about London (probably ‘inspired’ by the non stop rainy days we are having in Portugal these days), feeling like I could go to the Lisbon Airport and catch the first flight that left to the UK. But, unfortunately, most of the times we can’t just do whatever we want and leave everything behind. And that is why I immediately thought about the next best thing I had at hand: my photo album from my last trip to London.
Every time I visit one place for the very first time I obviously start by seeing all the touristic must sees. I suppose that’s what most people do, right? This is why the second time I get to visit those same places (if I have that chance) I have a lot more fun. Because I no longer have to worry about checking that list.
So, more than wanting to go take a walk through the entire city, what I really wouldn’t mind doing again any time soon is visiting the Portobello Market in Notting Hill.
And even though the Portobello Market shows up in every London must sees list, I consider it to belong to another category of places: those that are also visited by the locals and not only by tourists.
Of course the market is filled with things that are meant for tourists and not for locals and probably most of the people there are tourists but you also see the locals there: the ones selling their products and the ones buying them.
And it is really cool to calmly walk around the street, observing everything and everyone, trying to figure out people’s routines and trying to distinguish who the regular customers are.
And, of course, everything is so much more fun if you can do this while taking photographs and capturing all the little things, the smells, the colors and all the emotion you know you can’t put into words but you can freeze forever in that photograph.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...